Airbus A380 – Você voaria num avião com asas rachadas?

O maior avião comercial do mundo está apresentando falha em sua estrutura. Várias rachaduras tem sido encontradas nas asas do A380. A Airbus informou que uma combinação de falhas de fabricação e projeto foi responsável pelas rachaduras, e garantiu que trabalha em uma solução em dois estágios para o problema.

A companhia salientou, entretanto, que o superjumbo permanece seguro para voar. O que a redação do Diário do Sol, como leigos e simples consumidores não entende é: como pode um avião com rachaduras nas asas ser declarado seguro?

A fabricante confirmou que a Airbus tinha encontrado mais rachaduras durante inspeções ordenadas por autoridades de segurança esta semana, mas se recusou a fornecer mais detalhes antes do final da primeira fase de inspeções, que vai até sexta-feira. (27/01)

As rachaduras foram causadas pela combinação da escolha da liga de alumínio para suportes de certas asas, bem como tensões impostas por duas partes do processo de fabricação.

O Airbus A380, desenvolvido e construído pela Airbus S.A.S. (EADS Systems), é o maior avião comercial de passageiros da história. O avião, chamado frequentemente de Superjumbo, fez seu primeiro voo experimental em 27 de abril de 2005 em Toulouse, França.

O A380 demorou mais de dez anos e custou cerca de 12 bilhões de euros ou (R$ 35,1 bilhões) para ser desenvolvido. Tem capacidade para 525 (três classes) a 853 (uma classe) passageiros.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários