Projeto leva música à Feirinha de Pium – Parnamirim RN

Teve inicio no último dia 15, com a participação da Orquestra Filarmônica Reis Magos, o projeto Som da Feira, que irá trazer para a Feirinha de Frutas de Pium, uma atração musical por mês e pretende agitar o espaço que é um verdadeiro patrimônio da região.

Formada por crianças e jovens, a Filarmônica conta com cerca de 55 integrantes, todos moradores da comunidade e apresentam repertório eclético, que vai do clássico ao popular. Sob a regência do Maestro Geraldo Luiz de França, o grupo teve em sua apresentação Clássicos de Beethoven, passando por Feira de Mangaio, e encerrando alegremente ao som de uma sequência empolgante de frevos.

Mantida com apoio do Rotary Club, a Orquestra existe há três anos e tem como missão oferecer uma oportunidade única aos jovens de Pium, que aprendem ali a tocar seu primeiro instrumento. Para Yuri Rodrigues, 15, a oportunidade se estendeu a um intercambio cultural, de um ano no Peru. Destaque no saxofone, o menino nascido e criado na comunidade, passou uma temporada fora do país, retornando no segundo semestre de 2016.

“Para mim esse projeto é maravilho. Traz muitas possibilidades e nos tira da ociosidade. E além de aprender tocar um instrumento, essa pode ser uma abertura de portas para uma profissão”, conta o rapaz orgulhoso.

Já Christiane Stephany, 17, aprendeu inicialmente a tocar clarinete, mas mantinha dentro de si uma paixão pelo som do saxofone. Sem ter o instrumento disponível na banda, a jovem musicista resolveu trabalhar e contou com a ajuda da mãe para conseguir comprar um saxofone usado.

“Meu sonho é juntar a música com a gastronomia, minhas duas paixões”, conta Stephany que também faz questão de pontuar o que aprendeu junto à Filarmônica. “Participar deste grupo me trouxe muitas lições sobre união, amizade e respeito. Formamos uma verdadeira família, que todos têm carinho pela música e também pelos mestres”.

A apresentação, que aconteceu no final de tarde, foi prestigiada por familiares, turistas e a comunidade local que se deixou embalar pela musicalidade dos jovens aprendizes.
Som da Feira

Com próxima edição marcada para o dia 12 de janeiro, o projeto prioriza, entre seus convidados, artistas e grupos da comunidade que valorizam a cultura do Estado, e também que fomentam o ensino da arte e a continuidade das tradições populares através de seus trabalhos.

Com mais de 30 anos de existência, a feirinha é porta de entrada para o litoral Sul, movimentando a economia local e despertando atenção de turistas, nacionais e internacionais, que aproveitam para comprar frutas que não encontram em suas cidades.

O evento é uma iniciativa da Cooperativa Norteriograndense de Habitação (CNH). Há 15 anos no mercado, a cooperativa é uma entidade pela qual o sonho da casa própria pode ser concretizado sem grandes sacrifícios.
Carol Reis
Jornalista – DRT RN 1670
Tel: (84) 99909-7094
Email:carolreisdearaujo@gmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários